Thiago de Mello, em 1983, apresenta o pintor Miró

Relíquias estão por aí, na vastidão da internet. Desta vez o Blog da Global destaca uma preciosidade: o poeta Thiago de Mello narrando a história do pintor catalão Joan Miró. Eles tiveram alguma convivência. E é com tristeza transformada em lindo texto que Thiago relata o sofrimento do artista, que aos 90 anos não podia pintar mais, por questões de saúde. Nesse mesmo ano, 1983, em que foi ao ar essa edição especial do Jornal da Globo em sua homenagem, Miró morreria no mês de dezembro.

Thiago de Mello sempre foi muito motivado pela convivência com outros artistas, como o chileno Pablo Neruda. Diversos poemas ele dedica aos grandes amigos. Conheça a obra desse gigante da poesia brasileira, publicado pela Global Editora:

Melhores Poemas: “Escrevo sobre o que me comove, o que instiga minha sensibilidade ou minha inteligência. O que me alegra ou me dói.” Um dos principais poetas de nossa literatura moderna, Thiago de Mello nos oferece quase meio século de poesia em defesa da vida do homem. Seus poemas falam da floresta, da menina que dorme com fome, e da esperança de quem tem fé.

 

 

 

*

 

 

Acerto de contas: Poeta de fina sensibilidade e de profundo compromisso com o destino da humanidade e da natureza, Thiago de Mello nos oferece este livro de poemas inéditos, que sentencia como derradeiro. Em suas páginas, porém, não existe despedida. Aqui ele celebra a vida, o tempo da esperança, da justiça e da alegria, compondo versos de beleza, de sonho e encantamento.

 

 

 

 

Como sou: Este livro reúne poemas do grande poeta amazonense, Thiago de Mello, selecionados carinhosamente para despertar no público jovem o desejo de conhecer melhor e mais a sua obra poética. A luta política, o lirismo, o amor pela natureza e pelo ser humano, o homem com um coração de água e madeira onde pulsam as estrelas, estão aqui representados em seus versos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *