O encontro do Eterno com o Agora

A pergunta que motivou esta conversa com a escritora Marina Colasanti foi sobre o tempo verbal da maioria dos contos do livro Quando a primavera chegar (Global Editora): o presente, apesar de as histórias se passarem entre reis, princesas e castelos típicos da Idade Média. A resposta foi muito mais longe e ao mesmo tempo para bem mais perto de nós. Marina mergulhou na questão do Tempo (com T maiúsculo) nos contos de fada de uma forma geral: esse ponto de contato entre o eterno e o agora.

***

Compre aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *