6 livros misteriosos e aterrorizantes para ler no Halloween

 

No último dia de outubro, os espíritos das pessoas mortas ao longo do ano voltam para visitar suas casas e alguns deles surgem
também para amaldiçoar os animais e as colheitas. Essa é uma das lendas sobre a origem do Dia das Bruxas (ou Halloween), uma data comemorativa muito expressiva em países como Estados Unidos, Canadá e Irlanda, mas que não passa em branco aqui no Brasil. Confira a lista com alguns livros da Global Editora que contam histórias assustadoras e misteriosas:

Sete ossos e uma maldiçãosete_ossos
Rosa Amanda Strausz
Neste livro de contos de terror, Rosa Amanda Strausz constrói histórias
aparentemente comuns, mas que, por meio de um suspense habilmente construído, transformam-se em narrativas horripilantes. Prepare-se para o horror. Para as vozes do além. Para as histórias de arrepiar.

O Conde Futreson
João Carlos Marinho
Gordo e sua turma são ferozmente atacados por um monstro dotado de poderes sobrenaturais. Ao tentar dar um fim nesse inimigo, os personagens enfrentam diversos desafios e tomam grandes sustos. “Um outro vulto caminhava sobre a neblina fosforescente: era o mordomo Tafor que ressucitara e se transformara em um morto-vivo”.

O edifício fantasma
Orígenes Lessa
De uma hora para a outra, 400 moradores de um edifício em Copacabana, no Rio de Janeiro, desaparecem sem deixar nenhum vestígio. O mistério intriga o bairro, a cidade, o Brasil e outros países. Aonde foram parar todas essas pessoas?

O fantasma da Alameda Santosfantasma_alameda
João Carlos Marinho
O que você faria se encontrasse um fantasma em sua casa? Gordo se muda para um casarão na Alameda Santos e descobre que Marta, uma jovem que morava ali, morreu misteriosamente. Agora, o fantasma da garota está preso em seu quarto, e a turma do gordo se engaja para descobrir a verdadeira história por trás desse assassinato.

O diabo no porta-malas
Marcos Rey
Essa história de Marcos Rey é repleta de mistério. Miro é condenado injustamente a vinte anos de prisão por supostamente  matar seu sócio, Ricardo Canaviera. O corpo esfaqueado e fantasiado de diabo foi colocado no porta-malas de seu carro. Seu filho Mário, um rapaz de 18 anos, promete descobrir o verdadeiro assassino.

A décima terceira mordidadecima_terceira
Sylvia Orthof
A história de A décima terceira mordida é contada por Vampete, uma adolescente da família Vampireska, da Transilvânia. Seguindo a tradição familiar, ao completar onze anos, ou melhor, onze mordidas, era chegado o momento de partir. “Ouvi dizer que os mortais são mais atrasados e deixam o lar paterno, ou o avoento (se o castelo for da avó) depois da idade adulta. Nós, os vampiros, chegamos à maioridade após a décima terceira mordida e eu estava pra lá de ansiosa”.