Carlos Nejar sobre Quintana – amizade, poesia e atropelamentos

“Tive com Quintana um relacionamento fraterno. Mais antigo e sem idade, do que eu, talvez, menineiros ambos, quando em Porto Alegre, gostávamos de conversar na redação do então Correio do Povo.”

Carlos Nejar e Mario Quintana foram amigos e seguem companheiros na estante especial da coleção Melhores Poemas da Global Editora. São gaúchos. Nejar tem 78 anos de idade e não para de escrever. Quintana morreu em 1994. Dois anos depois, Nejar escreveu sobre o amigo para um então muito famoso suplemento literário, o Nicolau, editado pelo governo do Paraná. Está na edição 58, página 3. É um depoimento emocionado sobre a amizade, sobre uma época que viveram e sobretudo um depoimento de admiração pela obra de Mario.

“Coisas nos aproximavam. Ambos fomos atropelados, quase no mesmo mês, por automóvel, sobre a calçada (Luis Fernando Verissimo deu-se conta numa crônica), ambos podíamos ficar longo tempo tomando taças de café preto, ambos tentamos a Academia Brasileira de Letras (antes de concorrer, procurei-o; estava justamente decepcionado, por tê-la buscado três vezes, em vão!), ambos nascemos e crescemos no mesmo Rio Grande do Sul (com que teve um amor feliz e eu, um amor não correspondido).

Nejar, que foi aceito na Academia Brasileira de Letras em 1988 (tomou posse em 1989), escreveu poema dedicado a Quintana, e Quintana escreveu um dedicado a Nejar. Eles podem ser lidos no próprio Nicolau, que a Biblioteca Pública do Paraná disponibiliza digitalmente. Os sessenta números do famoso suplemento de cultura editado pelo governo do Paraná entre 1987 e 1996 podem ser acessados por computadores.

***

Conheça as edições de Melhores Poemas de Carlos Nejar e Mario Quintana, da Global Editora.

Compre aqui:

Livraria Cultura: https://goo.gl/itvAqV
Livraria da Travessa: https://goo.gl/ykoJxp
Amazon: https://goo.gl/1A1H9r
Martins Fontes: https://goo.gl/EyKDRW
Cia dos Livros: https://goo.gl/hixaxA

 

 

Compre aqui:

Livraria da Travessa: https://goo.gl/tGqT3a
Amazon: https://goo.gl/o5J2us
Martins Fontes: https://goo.gl/UPV9G1
Cia dos Livros: https://goo.gl/A6w6CN

2 comentários em “Carlos Nejar sobre Quintana – amizade, poesia e atropelamentos

  • 10 de agosto de 2017 em 09:33
    Permalink

    Mário Quintana, o poeta da bondade.

    Resposta
  • 19 de janeiro de 2018 em 19:24
    Permalink

    Ameii mutioo o artigo do site de vocês , parabéns a todos os envolvimentos, conteudo de MUITO valor!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *